De A a D: problemas das cidades brasileiras e como afetam a qualidade de vida

Os problemas das cidades brasileiras são de cunho ambiental e social. Descendem da falta de planejamento da urbanização do Brasil, ocorrida desde os anos 50, de forma desenfreada. A população é a maior afetada e sofre as consequências em sua qualidade de vida. Você sabe quais são as maiores dificuldades dos centros urbanos? Vamos explicar a seguir!

A. Poluição do Ar

O grande volume de carros e indústrias emissoras de gases poluentes libera no ar gases como monóxido de carbono, dióxido de carbono e dióxido de enxofre. Quando acumulados, esses gases geram fumaça altamente prejudicial que culmina em problemas respiratórios.

A longo prazo, a poluição do ar também agrava o efeito estufa, pois esses elementos acumulam calor em sua massa, impedindo que o planeta se resfrie corretamente. Os centros urbanos ficam cada vez mais quentes, chegando a bater recordes das temperaturas mais altas.

B. Habitação

O crescimento abrupto das cidades atrai multidões de novos moradores. No entanto, a infraestrutura, como saneamento básico, iluminação, boa pavimentação etc., não cresce na mesma proporção. As áreas com índice mais alto de qualidade de vida nas cidades são mais caras para se morar.

Por conseguinte, a parte da população com renda mais baixa fica submetida a moradias em locais sem condições apropriadas. As pessoas que ainda não conseguem renda para habitações mais precárias acabam ocupando as ruas da cidade.

C. Enchentes e Deslizamentos

A água possui um ciclo natural: evapora de lagos e rios, sobe para a atmosfera e cai em forma de chuva. Nas cidades, a intensa área de concreto impede que essas chuvas infiltrem no solo.

Quando ocorrem tempestades em grandes proporções, os esgotos não conseguem escoar tanta água. Assim, ela se acumula na superfície e invade casas, lojas, carrega automóveis, gerando grandes transtornos. Outro problema relacionado às chuvas são os deslizamentos de terra.

Ocupações desordenadas de encostas de morros favorecem esses desastres. Quando recebe um grande volume de água, o solo sem vegetação fica encharcado e pode escorregar sob a rocha. Quando há residências nesses locais, o peso delas pode potencializar o deslizamento. Além disso, a presença de pessoas no local torna o evento catastrófico.

D. Saúde Pública

A saúde pública das cidades na maioria das vezes não supre a necessidade dos cidadãos. Baixo número de hospitais para grande quantidade de pessoas, filas de espera demoradas, poucos médicos e falta de materiais são alguns dos problemas. Aqueles que dependem do SUS não têm seus problemas de saúde tratados adequadamente ou precisam esperar esse tratamento por períodos desumanos.

Os maiores afetados pelos problemas das cidades brasileiras são seus moradores. A população torna-se refém dos fenômenos naturais, esperando o pior a cada chuva. A saúde é afetada pela poluição, enquanto os hospitais não têm capacidade para atender a demanda. Aqueles cuja renda não pode pagar por moradias com infraestrutura são obrigados a viver em habitações com condições precárias. Assim, a qualidade de vida é diretamente atingida.

Achou essas informações úteis? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Todos precisam conhecer os problemas das cidades brasileiras!

Compartilhe:
Gabriel de a a z

CONFIRA OUTROS ARTIGOS: